quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Amanhã Prometo....











Amanhã prometo sorrir.
Amanhã prometo... voltar a sorrir.
Assim como hoje, 
e mesmo como ontem, 
assim como o são todos os dias.
Sabes que farás sempre parte dos meus pensamentos.
És uma parte de mim, oculta nos meus segredos.
Não entendo porquê, 
mas sinto tanto a tua falta….
De tudo de ti, sinto falta....de tudo em ti faz-me falta.
Deixo embebedar-me pelas voltas do meu dia-a-dia, procurando encaixar-me 
no teu próprio dia-a-dia.
Dás-me saudades... e eu sinto-as todas....
de ouvir a tua voz, de sentir-te apertada nos meus abraços, 
de sentir nas tuas as minhas mãos...de te tocar pelos meus lábios nos teus...
de poder alimentar-me de todas estas saudades saboreando-te na tua pele... 
Dás-me saudades e tu sabes bem que as tuas palavras, com ou sem sentido, 
assim como os teus erros e as tuas falhas, tudo em mim me completa.
Fazes-me tanta falta...
Preenches-me tanto e tanto ou mais me enlouqueces.
Preciso que o saibas, faltam-me tantas letras aos meus pensamentos para te poder mentalizar.
Quero fazer-te sorrir, 
quero-te em segredo e em silencio,  
por um segundo ou por um minuto...por um dia completo, 
Quero-te num pequeno instante, quero-te por toda a eternidade.
Sou feliz assim… com realidades simples…
embrulhou-me na minha tristeza sendo cúmplice da minha sorte. 
Aceito-te assim. Mais o desejo que seja assim...meio sonho, meio realidade.
Escondo-te nos meus pensamentos e procuro-te nos meus sorrisos, 
descobrindo-te...explorando-te....contemplando-te,
seja num raio de sol ou numa gota de chuva.
És um devaneio que vivo na minha irrealidade sabendo que não o posso viver na sua plenitude.
Que me importa?…Estou habituado a sofrer assim.
O teu sorriso, é o meu café da manhã, alimenta-me...desperta-me todos os sentidos.
O aliciante é que sofrer assim, por algo que sei que não existe tanto me fascina como me atormenta. 
Tenho tanta falta de ti.
Preciso tanto de ti....
Mas agora, eu te prometo.
Cada dia fica mais difícil cumprir.
Mas amanhã, 
Será amanhã! - Eu prometo!

mas amanhã poderá ser tarde demais
....poder voltar a sorrir.


Escrito por
Henrique Rocha Almeida

Sem comentários:

Caminho

Tu que procuras um caminho e vives numa constante encruzilhada, que te julgas neste mundo, sozinho, à procura de tudo e de nada. Tu, ...