segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

E Agora?



Exploras-me num olhar, em busca de um mundo no fundo dos meus olhos. Deixa-me pois que te diga que a vida é mais do que isso, é um mundo num submundo.
O que vês são apenas reflexos da tua ânsia de descobrir em mim, os teus próprios defeitos.
Perdes demasiado tempo da tua existência a procurar olhar nos outros os teus problemas. De que vale tudo isso se ignoras as soluções? - Nada!
Alguém profetizou que não nos devemos aborrecer com as pessoas, afinal, ou no final, todas elas serão omissas à sua existência.... à nossa existência. A vida tem muitos perigos. (Nunca ninguém saiu vivo dela).
É preciso ter muita coragem, loucura tambem, para enfrentar a solidão, o tédio, o desapreço, a angústia, as dificuldades da sobrevivência nua e crua que existe fora da nossa área de conforto. A cobardia de assumir os nossos verdadeiros sentimentos pode custar uma vida inteira de arrependimentos.
Ninguém sabe em que verdadeiro beco se esconde a nossa verdadeira felicidade. Vivemos tão intensamente à procura do autêntico amor, que nos perdemos a procurá-lo, verdadeiramente. A vida é vivida pelos valentes que a vivem sem receio de sofrer. Assumimos por defeito uma sedentariedade assente em primeiras impressões, quando a vida nos quase sempre obriga diariamente a ser nómadas, em busca do nosso próprio destino.
Por isso é importante que continuamente...
te interrogues,
te respondas,
te procures,
te percas;
te superes em todos os impulsos,
te derrotes,
nos teus próprios duelos, mesmo naqueles que travas entre ti.

É urgente e necessário...
Que caias em profundos sonhos
E te levantes em contínuos pesadelos
que vivas,
e que te sintas morrer,

Só assim terás rejuvenescido, se caminhando perto dos teus medos, mas perto das tuas conquistas, possas aceitar que tudo vale a pena.
Amar não está ao alcance de qualquer um. Existem pessoas que vivem sem realmente saber amar alguém. Outras amam, sem saber o que é viver.
O teu alcance está num passo…
um pequeno passo.
Estás preparada?

E agora?




Escrito por Henrique Rocha Almeida
01DEZ2014

Sem comentários:

Caminho

Tu que procuras um caminho e vives numa constante encruzilhada, que te julgas neste mundo, sozinho, à procura de tudo e de nada. Tu, ...