quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Tempo


O maior inimigo da nossa existência é o tempo!
O tempo, que nos trespassa ininterruptamente, e que nos tenta a esquecer tanto a maior, como a mais pequena, de todas as coisas.
O tempo que julgamos estar em apenas nuns simples vinte e quatro pedaços de um dia, subjugado a esse traiçoeiro relógio que não se dispensa a descansar nem por um breve momento!!! - Somos de tal forma indiferentes á forma como encaramos a nossa existencia que a assemelho á forma e ao momento em que me debruçava sobre uma Fonte e ficava a observar a água a correr horas e horas durante tempos e tempos sem fim. Num pequeno tanque de pedra, o resultado dessa existencia em nada aproveitava a esse dom da vida. Esse sim, verdadeiro tempo é para mim uma morosa e terna eternidade. Eu também perdi muito do meu tempo a amar sem ser amado, a desejar quem me rejeitava e a olhar, vezes sem conta, para os ponteiros do relógio á espera que o tempo te trouxe-se de volta ao meu olhar. Enfim...desejei que o meu tempo fosse o teu tempo, e entre nós, o tempo se permitisse a suspender infinitamente nesse breve instante. Infelizmente, ou não, (ainda não tive tempo para pensar sobre o assunto), os nossos tempos, decididamente, foram outros e ambos procurámos em outros lugares o que incondicionalmente dariamos um ao outro. – Todo o nosso tempo do mundo … inteirinho para nos amarmos. Talvez hoje eu não perdesse mais do que alguns instantes a olhar-te no retrato envelhecido pelo tempo, e a desejar que as horas, agora, não fossem mais do que pequenas gotas de oportunidades a desejar que o tempo regressasse da sua contagem final. Obrigado então, pelos momentos que trouxestes á minha vida, pelos sorrisos que me devolvestes, pela alegria de sentir que, os momentos que partilhas-te comigo valeram a pena, mas sobretudo, obrigado pelo olhar que para sempre ficará na minha memoria e que ilumina o meu espírito e fortalece a minha paz como um tic tac….tic.tac… que um dia se silenciará para sempre.
Até lá... e porque foi maravilhoso...seria bom que o tempo voltasse atrás….

Escrito por Henrique Almeida
Janeiro 2010

Sem comentários:

Caminho

Tu que procuras um caminho e vives numa constante encruzilhada, que te julgas neste mundo, sozinho, à procura de tudo e de nada. Tu, ...