segunda-feira, 3 de maio de 2010

Nas asas de um sonho.

Liberdade....
que voas perto de mim,procuro ter-te,
és felicidade,
és a chuva no deserto.
És a madrugada em que não desperto
liberdade esta, numa gaivota da cidade.
Oiço o teu grito
Como a chamar por mim.
-Sou a liberdade, toma é tua!
Mas com as tuas asas voam meus sonhos
libertando de mim pesadelos medonhos
acordando só, num banco da rua
entre as árvores de um jardim.
-Volta atrás!
Ouve o meu pedido,
estou preso na gaiola do mundo
De tudo ver eu consumo
e de tudo consumir estou farto!
Quero ser livre em tudo.
Não apenas no pensamento
mas a liberdade mora no escuro
nestes jardins de cimento.

Escrito por Henrique Rocha Almeida
(dedicado à Diana)

1 comentário:

Diana disse...

A liberdade é um acto puramente interior que se pode comparar como a verdadeira solidão! Devemos aprender a sentir-nos livres até numa gaiola, e a estarmos sozinhos até no meio da multidão. Por vezes é alto o preço que pagamos pela liberdade, mas só o fazemos com a certeza que no final vai valer a pena. Fico grata por esta tão nobre dedicatória.

Caminho

Tu que procuras um caminho e vives numa constante encruzilhada, que te julgas neste mundo, sozinho, à procura de tudo e de nada. Tu, ...