sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Segredos da Alma



Nunca conhecemos verdadeiramente uma pessoa. Muitas foram as vezes que ouvi dizer : A vida é como um livro aberto onde todos os dias nele escrevemos uma página.
Também sei e acredito que existem folhas, ocultas, protegidas por complicadas palavras passe.
A essas páginas poucos ou nenhuns lhes conseguem aceder. Ou não! - Existe sempre alguém que descobre a palavra mágica... perdão! -A palavra passe, que de tão complicada te esqueces, e que permite então, descobrir um pouco mais sobre toda historia do livro.
 È tudo uma questão de tempo. Por muitos anti-vírus que existam, à sempre um pequeno cavalinho de Tróia que mais tarde ou mais cedo consegue invadir a nossa privacidade, consegue nos olhar tão profundamente nos olhos que consegue nos despir e colocar nus, permitindo dessa forma desvendar pequenos segredos da nossa alma e no fundo do nosso coração. Conseguem descobrir pequenas alegrias e pequenas mágoas, porque as grandes... bem com as grandes ajudamos a elevar os leitos dos rios! No fundo é muito bom saber que no meio da multidão, onde nos sentíamos sozinhos e abandonados, perdidos e desencorajados, alguém descobriu e entendeu o que por vezes os nossos amigos mais íntimos não vêem nem entendem. Mas que importa? No final do dia resta-nos esperar que o sol adormeça e na manhã seguinte acorde para termos a certeza que virámos apenas mais uma nova página do livro e que somámos mais uma folha, oculta ou não, até esgotarmos a tinta com que cada um de nós escreve o seu livro.

Escrito por Henrique Almeida

Sem comentários:

Caminho

Tu que procuras um caminho e vives numa constante encruzilhada, que te julgas neste mundo, sozinho, à procura de tudo e de nada. Tu, ...