domingo, 12 de janeiro de 2014

Pranto




Oiço cair lá fora
Lágrimas do céu.
Caem sem avisar
Caem sem nada dizer
Apenas se ouve o bater 
Quando estão a chegar
Formam um manto
De formoso encanto
De cor azul.
Deixai…
Chorar as nuvens,
Para eu poder ouvir lá fora
Um suspiro profundo.
Deixai…
Suspirar o Mundo,
Deixem-me sentir fundo
Uma melodia de encantar.
Trazei-me novas de outras gentes
O refresco do meu calor.
Deixem-me ouvir...
Tu não sentes?

A nostalgia de um  amor!


Escrito por Henrique Rocha Almeida




Sem comentários:

Caminho

Tu que procuras um caminho e vives numa constante encruzilhada, que te julgas neste mundo, sozinho, à procura de tudo e de nada. Tu, ...